“Porquê Coimbra?” – Sara Pereira

“Hoje sou fruto de vivências partilhadas com todos os que se cruzaram no meu percurso, desde os choros escritos em cada banco de jardim aos sorrisos cravados em cada pedra da calçada que me reescrevem vezes sem fim.”

E esta foi a vez de a Sara Pereira escrever o que Coimbra lhe proporcionou, o que Coimbra fez à sua vida.

Obrigada Sara!

Também gostavas de ver o teu texto publicado?
Então responde à questão “Porquê Coimbra?” e envia-o para o mail culturatradicao@negaac.pt